ArtigoPublicação

8º Encontro Nacional de Fé e Política

Mensagem de Leonardo Boff aos participantes do 8º Encontro

Caminhada dos Mártires

Meus irmãos e minhas irmãs,

Por motivos de saúde não me foi permitido estar ai com todos vocês participando das vivências da fé e das reflexões sobre nossa realidade a partir do lugar do povo, iluminados pela mensagem libertadora de Jesus.
Mas deixo-lhes esta pequena mensagem:
Um povo e um movimento valem pelo sonho que alimentam e pelos esforços que fazem para pô-lo em prática. O sonho que vocês todos seguramente acalentaram nestes dias foi o de criar as condições para que todos, mas especialmente, os mais penalizados pela realidade social injusta, possam gozar de um “bem viver”.
Esse sonho é nosso, dos povos andinos e dos movimentos que querem um outro mundo possível e necessário. Esse “bem viver” não é a mesma coisa que o nosso “viver melhor”, falsa utopia da sociedade de consumo, segundo a qual para que alguns possam viver bem e melhor, milhares e milhões tem que viver mal e pior.
O “bem viver” supõe a integração de todos, não só dos humanos, mas de toda a comunidade de vida, dos animais, das florestas, dos lagos e das montanhas. Porque todos formamos a grande comunidade terrenal. Por isso reina equilíbrio dinâmico e harmonia entre homens e mulheres, entre marido e mulher, entre seres humanos e natureza e todos com Deus. O bem viver supõe uma economia do suficiente e decente para todos, sem concorrência que opõe as pessoas mas com cooperação que unifica a todos.Vivemos um momento crucial de nossa história em que o futuro comum está ameaçado pela excessiva ganância das elites opulentas, insensíveis e sem piedade face o destino da humanidade sofredora e da Terra crucificada. A civilização imperante não nos fornece nenhum sonho bom, somente pesadelos assustadores.Ou mudamos ou vamos ao encontro do pior. Nós que aqui estamos, somos daqueles que acreditam que podemos e devemos mudar, que está em nossas mãos lançar as sementes de um outro modo de habitar esse Planeta, com mais cuidado, amor, sinergia e sentimento de mútua pertença. A nós é dado carregar essa chama sagrada de esperança e não deixar que ela se apague sob a pressão daqueles que preferem a desgraça coletiva a perder seus privilégios e seus ganhos.Nossas dores não são estertores de quem está morrendo, mas são dores de quem está dando a luz a um novo mundo. O Movimento Fé e Política quer ser um dos parteiros do novo que quer nascer.Não estamos destinados a fracassar como espécie humana, assumida e eternizada pelo Verbo da Vida. Somos chamados a viver e a irradiar porque, como diz a Palavra da Revelação, contida no livro da Sabedoria: “Ao Senhor pertencem todos os seres. Ele ama a todos porque é o soberano amante da vida” (Sab 11,26).Seguidores do Deus amante da vida, carreguemos a esperança do futuro da vida e semeemos em todos os nossos caminhos sementes de vida, nova, alegre, solidária, fraterna e espiritual.Do irmão de caminhada, de tribulações, de fé de esperançaLeonardo Boff

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Close
Close
Close